sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Rio, que me escutas







Desses dias fica o brilho,
o sorriso que aquecia;
e essa musica anoitece,
numa gota de água fria.

O vento já não traz frio,
nem tira a sorte a quem não tem.
Sentada à beira do rio (...)


(...) À espera de quem não vem.





Rita f.

1 comentário:

Anónimo disse...

Houve um plágio deste post neste blog - http://everythingswillbefine.blogspot.com/