sexta-feira, 16 de abril de 2010

Tictac


Como as horas passam. Como flui cada segundo no seu tictac mecânico. Os ponteiros do relógio vão deslizando ao som do tempo, levando consigo a duração de cada momento. Numa balada rigorosa vai passando cada minuto, num sopro leve e ininterrupto. Como queria que corresse, que voasse até, este tempo que me prende ao simples tictac da tua chegada. E, às vezes, como queria que parasse toda esta doce colecção de segundos, e pudesse ser a senhora do tempo, destinada à imobilidade de todo o espaço envolvente, perdida nesse abraço quente,

(...) onde só respiramos tu e eu.

Rita f.

10 comentários:

- Gabrielaa ♥ L. disse...

Tao lindo Rita, mais uma vez amei o texto :') Escreves mesmo bem fogo.
Um enorme beijinho

Joana S. *-* disse...

Muito obrigada :D
A seguir*

Isabel disse...

Está lindo Rita :)

Niqui disse...

Lindo , mesmo

Niqui disse...

Obrigada eu ,ora essa .
Beijinho *

Daniela disse...

Óhh Ritaa *.*
Tu ESCREVES muitissimo bem <3
Pushhaa :$
(beijinhos*)

Ser oculto disse...

"destinada à imobilidade de todo o espaço envolvente, perdida nesse abraço quente,(...) onde só respiramos tu e eu."
Adorei.. =) Está profundo, sentido!
Beijo,
Ser Oculto

Tiago disse...

"Os meus olhos também sabem o que veem quando encontram os teus :$ vejo o meu mundo a minha frente :$

Amo-te, mor di mi vida :$

Bells disse...

Sem dúvida o post mais lindo que li até hoje.
Um dia espero conseguir escrever como tu meu anjo.
ADORO-TE!!!

- catiiê # disse...

Escreves tão bem :$
//desculpa a invasão :s
BeijinhÔ*