sexta-feira, 18 de junho de 2010

Água



Água que corres entre as pedras, e passas tão suavemente no transparecer da tua existência.
Leva-me contigo por esses caminhos, esconde-me dos perigos do mundo.
Deixa-me transparecer também,
por um segundo.

Rita f.

4 comentários:

Ju *.* disse...

Lindo...
É mesmo delicada a forma como escreves :)

. Ângela Raquel disse...

Adorei!

A.Martins disse...

Gostei bastante deste *.* tens uma forma de escrever delicada, suave (:

Beijo enorme*

Ser oculto disse...

:) Adorei! E com tantos momentos menos bons, eu por vezes também gostava de me poder esquivar por qualquer recanto..

Beijo,
Ser Oculto