terça-feira, 29 de julho de 2008

Um muito obrigada - 1.Julho.2008

Obrigada a todos os que puderam comparecer. Obrigada também aqueles que não estiveram presentes, mas, espiritualmente, estiveram sempre lá.
Não consigo descrever a minha tão grande gratidão por me terem acompanhado nesta data tão importante para mim. São estas pequenas coisas, estes pequenos gestos, que me alegram o dia-a-dia, que me fazem levantar sempre que aparecem obstáculos no meu caminho, que me fazem ver as coisas positivas da vida, por muito negativo que o ambiente possa estar. E talvez sejam também estas pequenas coisas que me fazem crescer. Sim, estou certa disso.
Com o tempo aprendi que a vida é feita de pequenas peças, que se montam, moldam e destroem; e cabe a nós lutar contra todas as tempestades para as manter fixas, no mesmo local. E só assim, essas pequenas peças dão grandes feitos, monumentos históricos, indestrutíveis. E a vossa companhia funciona como uma barreira que me ajuda a mantê-los de pé. A sério, não sei o que seria de mim sem vocês todos. São uma ajuda preciosa.
Com vocês chorei e ri, errei e aprendi; Todos os momentos estão gravados, e difícil será apagá-los da minha memória. Cada um ocupa um importante papel na minha vida; um papel único, indispensável e intransmissível.
Obrigada.
Rita f.

3 comentários:

Anabela disse...

Adorei este texto...
Tal como tu...eu também aposto muito nos meus amigos!
Eles estiveram sempre presentes na minha vida,tanto nos bons como nos maus momentos.
Graças a eles ultrapassei muitas barreiras e nunca parei de lutar...porque parar é morrer!
Os meus amigos são,sem quaisquer dúvidas,a minha segunda família...eu adoro-os muitos!!!
Ter amigos é ter tudo... =D

Jorge disse...

Hola amigo: quería invitarte que visites el blog que estoy realizando con mis alumnos de segundo año de la secundaria sobre LA DISCRIMINACIÓN.
http://nodiscrimine.blogspot.com
Tema arduo e interesante.
Seguro será de tu agrado.
Te invitamos que leas lo que gustes de él y hagas una opinión sobre el mismo.
Tu aporte será valioso.
Un abrazo desde la Argentina.

Nuno disse...

:')