terça-feira, 21 de setembro de 2010

Longe ou perto?



O que é estar longe? É tudo tão relativo. O longe faz-se perto quando no nosso coração habitam memórias que não se esquecem, e tão rápido flutuamos nelas e nos envolvemos em cada pequeno pormenor, que acabamos por voar em visões e aromas que nos cortam a distância. Sempre ouvi dizer: 'Longe dos olhos, mas perto do coração', e nunca duvidei disso.

Pior era se algo estivesse fisicamente perto e parecesse tão longe, impossível de alcançar; como se lá estivesse e não apresentasse o mínimo sinal de vida perante o estender da nossa mão, ou o carinho das nossas palavras. Seria doloroso. A saudade custa, eu sei, mas é sinal que algo nos marcou. É sinal que deixou uma pequena dedicatória no nosso livro da vida, dedicatória essa que vai sendo sobreposta por inúmeras palavras novas. Mas se virarmos a página e voltarmos atrás, ela está lá e relembra-nos bem o significado de cada letra marcada no papel.

«Saudade não é sinal que estamos longe, e sim que um dia estivemos perto. (...)»

Rita f.

p.s - Post 100! :)

11 comentários:

catia gonçalves disse...

Blog bonito :)
Se quiseres segue o meu :b

Rachel disse...

Muito obrigada, também gostei do teu :)
Nunca tinha pensado na frase final, mas realmente faz todo o sentido.
Estou a seguir :b

Rachel disse...

Obrigada eu.
E sim continuarei a escrever no meu blog até porque não consigo viver sem o fazer :)
Beijinhos*

incógnita disse...

por vezes estamos tão perto e tão longe ao mesmo tempo...que venham mais 100!

Alguém... disse...

Muito bom *

Palavras Guardadas disse...

"Saudade não é sinal que estamos longe, é sim que um dia estivemos perto", tão mas tão verdade :$
Gosto simplesmente :)

Ju *.* disse...

Lindo !*.*

Bitaites disse...

Amei o texto, fez-me lembrar uma coisa da minha vida. Tens toda a razão que "A saudade custa, eu sei, mas é sinal que algo nos marcou." Principalmente quando esta a meia duzia de metro de mim, no entanto tenho pessoas que estão a km de distancia mas eu sinto que tão mais perto de mim do aquele que moram aqui mesmo ao lado. =P

M. disse...

Adorei (:

Isabel disse...

Obrigada Rita.
Está lindo, sabes bem *.*

Diário de Shakespeare disse...

A saudade me machuca tal como um punhal no peito ...
Realmente é o estar perto do coração e longe dos olhos ...
E quando essa saudade nao pode ser curada e de tudo so se resta lembranças , minha amiga , de longe se vê a alma em pranto e tão logo o corpo definhando .

Um abraço